Nosso

Por Cristyam Otaviano - dezembro 24, 2018

Esse é só o começo, de uma longa historia, duas feras que se encontram numa noite qualquer que se amam, mas que amam mais a própria liberdade. Um amor forte, que deixa marcas, amor fera, que fere de quem o prova.

Aqui hoje, começa uma viagem sem fim, começa a ser dito meu, pode durar uma vida toda e atravessar o tempo, fazer silencio a um coração barulhento, trazer calma para uma vida agitada. Um amor que chega e muda tudo.

Mas quando é o nosso agora? Até quando será verdade nosso "para sempre"? Em que tempo estamos?

Sou grato, pelo bem, pelos "oi" pelos "adeus. O sentimento mais verdadeiro. O fogo só queima quando há ar, incendeia a vida, aquece no frio, preenche os vazios que existem por aí. Aqui fica lembrança, fica nossa historia, sei que jamais será igual.

Coloque as coisas nos seus devidos lugares, encosta que eu te quero, acende teu mais forte fogo que eu me desfaço, te queimo e depois te calo afogando e mim. O mundo será todo nosso. A vida irá se calar quando for nossa hora de sair.

Na imensidão de infinitos possíveis entre o começo e o fim, na profundidade, no calor, no desejo, na possibilidade do proibido, o nosso amor foi de longe o que mais fez bagunça, sem tirar nada do lugar. O mais incompreendido dos amores, o mais confuso e por mais que todos vejam torto ou errado, é nosso e para mim nada mais importa depois.



  • Compartilhe:

Leia Também

0 comentários