26 de abril de 2017


Dias incríveis


Todos os dias ao acordar peço aos seres celestes "E que esse dia seja tão incrível quanto os dias mais incríveis que já vivi". O que torna um dia incrível? Espetacularidades moram em coisas simples, coisas alegres, como o simples fato de entrar em um ônibus cujo cobrador e o motorista desconhecem a rota da linha é de me fazer rir nas situações mais serias. O simples fato de rever antigos amigo abraçá-los e dizer "sim eu vou voltar", é de uma alegria que chega a causar demência, evidente em quem me olha andando na rua.


Passar umas poucas horas com amigos, dar boas gargalhadas, conhecer pessoas novas e lugares novos me faz ir dormir tranquilo, sem peso na consciência, por em fim ter feito daquele dia incrível. Talvez seja isso que me tira da cama, me joga pra fora de casa e me leva por entre as ruas, como um gato carregado pelo cheiro da comida em um cartum qualquer. Assim saio atrás de algo inédito, esquisito ou mesmo estranho que me faça rir e me renda momentos fabulosos.

Fazer de um dia comum um dia incrível, não é de grandes sacrifícios. As espetacularidades escondem-se nas coisas muitas vezes despercebidas. Um amigo, um sorriso verdadeiro, uma musica ou um "Bom Dia" ate um "Muito obrigado" podem tornar o nosso dia o mais alegre. Não precisamos gastar rios de dinheiro comprando coisas desnecessárias, muito menos dar uma festa estilo "Projeto X" para fazer de um dia incrível. Não. A festa mais fuleira pode ser a melhor festa que você já foi na vida.


Coisas singelas como conhecer uma pessoa nova, e pensar nas futuras conversas e fazer disso uma amizade pra vários e vários anos é simplesmente surpreendente. Ao ir pra cama, apesar de triste penso no que fiz ao longo do dia que passou. Isso me enche de uma alegria genuína, então durmo confortado pelo simples fato de ter acontecido uma coisa inimaginável naquele dia. Não foi um dia comum, foi um dia incrível e um dia incrível, não é um dia sem historia.


Aí nesse momento sou todo de Morfeu. Sou da terra dos sonhos. E ao abrir os olhos, mesmo que o dia esteja nublado peço aos seres de luz "E que esse dia seja tão incrível quanto os dias mais incríveis que já vivi" então saio da cama, ponho os pés no chão, e continuo a viver...

CONTINUE LENDO ››

24 de abril de 2017


12ª Bienal Internacional do Livro do Ceará - Saldos Finais

Quem acompanhou a bienal do livro notou que essa edição do evento foi bem diferente, em diversos aspectos como no cultural, de programação, tamanho e claro no de preços. O evento mudou bastante esse ano, mas não deixou de trazer coisas que sempre estiveram presentes em edições passadas da nossa querida binal.

AAAAA QUERO MAIS!
Ocupando os três mezaninos, andares, do pavilhão oeste do Centro de Eventos do Ceará o evento trouxe a clássica venda de livros e também literatura, com artistas internacionais como Valter Hugo Mãe, ciência com o astrônomo Marcelo Gleiser e Arte com a presença de shows, atrações de circo e artistas ao longo de todo o evento, entre eles o nativo Maracatu Solar. Uma gama de ambientes e programações diversas também estiveram disponíveis ao longo dos dez dias de evento.

Créditos: Equipe da Bienal
Tentei tirar o máximo da programação e trazer algo aqui para vocês, mas fiquei limitado pelo tempo e pela logística, mas o pouco que aprendi me bastou. Sem duvida a conversa com o Marcelo Gleiser foi o melhor da bienal, acho que de todas, seguido pelo dialogo com Afonso Romano e Marina Colasanti que foi maravilhoso também, apesar de conhecer pouco os seus trabalhos, aprendi verdadeiras lições para a vida.

Créditos: Equipe da Bienal
No saldo de tudo, gastei R$ 80,00 em seis livros e assinei duas revistas (Mundo Estranho e Super Interessante por R$ 36,00/mes AS DUAS!) e comprei mais três. Houveram bienais que eu gastei muito mais. Só que o foco esse ano foi a programação. Ainda que eu tivesse esperado muito pela venda dos livros e poder sentir aquele cheiro de livro novo com pipoca espalhado no ar, relembrar e voltar aos dias incríveis de 2014.

Uma bienal bem LesGo
Tudo foi grandioso e quanto maior a coisa mais chance existe de dar algo errado, houveram falhas sim, a desorganização e confusões no tocante a programação foi nítida, quando atividades eram alocadas de uma sala para outra, quando não havia pontualidade ou mesmo quando houve cancelamento de atividades. Em contrapartida, atividades eram adicionadas aos espaços, mas o frequentador permanecia desavisado dessa nova programação. 

Marcelo Gleiser falou sobre meio ambiente no bate papo com o publico
Créditos: Equipe da Bienal
O evento termina sem muita festa, quando em edições passadas houveram shows como Palavra Cantada (2012) e Gilberto Gil (2014), ficando nessa edição um gostinho de quero mais, no tocante a shows como esses na programação do evento. Saio da bienal sem um livro se quer autografado, mas a bolsa vem cheia de aprendizado de grandes mestres e escritores, tenham certeza disso.

Créditos: Equipe da Bienal
Mas um dos pontos que eu acho importante falar aqui é que nossa bienal do livro é totalmente gratuita, permitindo o acesso democrático de todos a cultura, enquanto estados brasileiros como Rio de Janeiro e São Paulo acontece a venda de ingresso para o evento.Vai ficar saudades da Bienal, mas o que nos resta é esperar, vivendo, não esperando, até que chegue 2018 e com ele venha a próxima Bienal.
CONTINUE LENDO ››

14 de abril de 2017


Singular

É assim, numa dessas buscas pela internet a teoria se confirma. Previsões tornaram-se verdade, é só o início. A raiva até então alimentada por erros pontuais hoje infarta-se com fatos que uma vez vistos e presenciados, ficam na memória e servem de presa fácil  para o sentimento.

Singular, é assim que eu me sinto e me sentia em relação a sua pessoa. Antes era o sentimento bom, hoje, é o sentimento ruim mais verdadeiro que sinto. Ódio por ainda amar alguém. Por ora me sinto o ser mais estúpido da terra. Não vejo isso como algum ruim, pelo contrário, há males que vem para bem, você foi o estilingue orbital que faltava, para me tirar dessa zona de conforto.

As âncoras que me seguram aqui, já não são mais capazes de me fazer ficar. A tempestade confusa de sentimentos serve para enfeitar a partida, iniciada pela inércia do sonho. O som do mar, aquele banco onde fizemos morada. Disse e reafirmo, que os dais mais chuvosos, são os que o sol nasce mais belo. É quando a vida segue maravilhosa que as coisas ruim acham a oportunidade de se fazerem de nos.

Créditos: Pixabay
As ferias se aproximam, a vontade de sair por ai é maior que tudo, sem destino especifico, sem hora para voltar, sem uma morada para se fazer. Preciso me perder para então me encontrar, nessa bagunça toda. Provar dessa liberdade, da solidão. Sentir a vida, as coisas a meu redor. A bolsa das aventuras e eu, nos dois, vivendo pela cidade. Enfrentando o mundo.

Talvez isso tudo seja a vida e as historias de um, eterno, jovem e uma bolsa cheia de tralha que sai pela cidade atrás de aventura, caçando historias para contar aos filhos e netos, ou mesmo só para os amigos. Que só não foi mais algo porque foi sempre era limitado suas próprias prisões.

Créditos: Pixabay
A vida me ensinou que mesmo quando tudo está ruim devemos tentar ver o lado bom das coisas e isso alimentou o desejo de ir embora. O equilíbrio da vida foi alterado e a busca pelos sonhos foi resultado de toda essa perturbação, e acredite, era exatamente o que eu precisava. Desejo o mesmo para você, que tenha sonhos e acima disso que lute cada dia para realiza-los, ainda por mais tolo que seja.

Sermão não adianta, tem coisas que só a vida mesmo ensina, como tem coisas que só com tempo a gente aprende ou entende. Somos jovens, o mundo é grande, haverá ainda tempo suficiente para a vida armar umas boas conosco. Quem sabe num futuro distante alguém procure a alguém ou mesmo a gente se encontre por aí, como num desses filmes americanos, e daí sair para tomar um café ou só mesmo andar por aí para conversar.

Não levo arrependimentos de nada, dos presentes, dos convites ou mesmo do estado de transição entre o começo e o termino. Foi bom e vou levar isso comigo para a vida toda, a final não faz sentido viver carregando peso extra, levar o que não faz bem. Espero que se encontre, que descubra, assim como eu, e prove o sabor da liberdade dia a dia na sua vida. Aí então entenderá como me senti ou como me sinto.

Créditos: Pixabay
Meu conselho: viva! Mas viva por inteiro, viva muito e viva bem. Se a vida for dura com você as vezes, veja o lado bom disso. Se o sol sumir ainda que somente por um dia é para te fazer sentir saudades. Espero, que no dia que a gente se esbarrar por aí não a gente se assuste, por termos mudado de forma absurda, e que isso renda varias risadas recordando tudo isso e contando as mil historias que se passaram entre a despedida e o possível reencontro. Espero que tenhamos sorte, e que a vida seja boa e guarde isso para quando a gente menos esperar.
Creio que as coisas que aconteceram colocaram um ponto final nessa historia. Ela é anterior ao nós dois, e já tem tantos vai e vem, e quem sabe esse não será esse o ultimo.
CONTINUE LENDO ››

12 de abril de 2017


Seu

Esse texto é um pedido de desculpas. 

Não estaria escrevendo isso se pensasse melhor nas minhas atitudes, mas eu errei e peço antes de tudo desculpas por isso. Eu não pensei em você quando fiz aquilo. Mas algo precisava ser feito, e eu fui lá e fiz, o feito foi feito e não podemos negar isso, você sabe muito bem. Quero também que saiba que tudo aqui, desde a primeira letra até o ultimo ponto final, é seu. Entenda-o como um presente. 


Ainda lembro de marcas de tentativas passadas, sinto muito, não posso esquecer ou me negar a isso, e uma delas você sabe que te pertence, e não se negue isso ou faltara com a verdade. Aquilo só começou porque alguém quis ir embora, e esse alguém não fui eu. Erros acontecem para nos trazer certeza para um futuro diferente de um passado que não ficou claro. Não faz sentido viver um futuro impedido por conta de pesos do passado. 

O que aconteceu, aconteceu, tentar apagar fotos e lembranças não muda as coisas. Podia ser a gente numa dessas. Olha pra mim, me escuta, é só a gente. Nada mais. O que se foi, o que esta lá fora, nada disso importa. Nosso amor pode ser mais forte e maior que tudo isso. Só depende único e somente de nos dois, e era disso justamente sobre o que aquilo falava. 

Hoje nasceu um novo dia, uma chance nova de fazer tudo diferente. Hoje o dia é seu. Você tem todas razões do mundo para ter esse dia inteiramente como seu. Livre acima de tudo. Feliz apesar da vida sufocada no quarto fechado. Esse dia é o seu. E eu estou aqui com você. Obrigado por me deixar ficar. 

Temos muito tempo, muita coisa pode acontecer nos dias que irão chegar. Dessa vez eu seja quem opte por ir, ou você me diga que voltou para ficar. Amar tem dessas. Coração sai por aí navegando em busca de outros mares. E numa dessas o coração faz alguém de porto seguro. Você foi diferente entre muitos. Pode ser que seja só mais um amor desses de verão, uma coisa passageira, só o tempo vai dizer o que é. E por enquanto que formos nos dois, seremos um só. 

Os que passaram, passaram, nada disso interessa mais, o que importa foi que você voltou, e ficou. Na via dos erros não faz sentido discutir quem vacilou mais ou menos. Nada disso vale mais. Alegria! Hoje o dia é seu, o mundo hoje tem um dono, e ele é você. Vim aqui para, alem de pedir desculpas, dizer, que independente das vezes que isso se repita, que eu vacile, que eu seja chato, seja pegajoso, lesado ou que ame quanto você fique com raiva ou chateado, até pelo tempo que eu decidir ficar, aqui vale também a eternidade, tudo, desde a primeira letra, até o nosso mais decisivo ponto final desde meu fio de cabelo até o coração que dança no meu peito, será seu.

PS.: E aqui vale também a eternidade. 


CONTINUE LENDO ››

3 de abril de 2017


ViVendo: Um Ano!

Um post é pouco para descrever tudo que aconteceu e minha felicidade até chegar aqui.
Um ano, e a terra voltou para onde estava 365 dias atrás, pensando bem, não saímos do lugar. A gente fez uma volta toda no sol. Foi muito tempo, mas passou voando, nem parece que foi um ano. E porra, muita coisa mudou de lá para cá.


O ViVendo surgiu das cinzas de um blog antigo, o Objeto de Liberdade, que eu mantinha com textos autorais mas as traças e cupins destruiriam. E também um Cristyam antigo. Do velho, fez-se novo. Muita coisa foi importada de conteúdo. Foram 25 textos que deram oxigênio aos outros 50 que vieram em seguida. Do início, até hoje foram cinquenta posts, passeando entre resenhas de filmes, eventos, dicas, motivos, informação e claro os textos de feeling (sentimento) que eu não podia esquecer.
Muita coisa mudou de um ano para cá. A começar por mim, que comecei esse blog na incerteza se as coisas dariam certo ou não e hoje não consigo prever uma data de validade ou um fim para isso tudo. Sou eternamente grato àqueles que me ajudaram ao longo desse ano e ainda mais aos que me apoiaram a iniciar isso tudo (Maicon obrigado!). Mas nem tudo foi um mar de rosas e alegrias, houveram sim frustrações, decepções (principalmente as amorosas) e tristezas mas claro que a gente tira sempre bons proveitos disso e leva aprendizados para vida.
 

Falo isso principalmente pelos términos de namoros, exatamente no dia que um desses acabou, Victoria nasceu. Victoria é um texto de feeling (uma carta) que fala sobre términos de namoro, e por mais incrível que possa parecer, foi o texto mais lido do blog desde o começo, e nenhum chegou perto. Houveram sonhos frustrados, planos que não deram certo, mas nem por isso a gente morreu e a vida parou. Consegui ser mais forte que tudo, e Me Formei no IFCE depois de uma saga quase eterna. Tive minhas devidas férias nesses meses que se passaram, relaxei, pensei na vida, curti, relaxei, curti mais um pouco e claro escrevi muito.

Ideias não faltaram, e nem vão faltar, eu garanto. O texto O Ônibus nosso de cada dia foi pensado no começo do blog e só agora que saiu. Mas também, a cada esquina que eu dobro nasce um texto diferente, e hoje o blog traz mais de 60 rascunhos, se for um texto por semana, a gente tem texto aí para mais de um ano de ViVendo. Dentre muitos rascunhos estão projetos, muitos ainda antigos, vindos do blog passado, e que só agora ganharam força. Agora vai! 


Se eu pudesse definir esse ano em uma só palavra? Seria: aprendizado. Não falo de HTML ou de edição de imagens, falo de aprender que nem sempre a vida e as coisas correspondem ao que esperamos. Que o mundo fantástico que a gente imagina, é cheio de vilões e armadilhas que a qualquer momento podem te mandar para o inicio do jogo ou mesmo te tirar dele. Aprendi que se a vida te der limões, você pode ir para o sinal e fazer malabares (Leia: Puramente Eu), que não há nada de errado em estar tudo errado. A ser Victoria, e saber esperar que por pior que seja (Leia: A Folha), uma hora você se livra e olha para trás e ri de tudo que passou (Leia: Me livrei).


Fiz bastante amigos, conheci muita gente maneira e sem contar que vivi momentos inesquecíveis por conta do ViVendo. Aqui eu deixo meus agradecimentos a todos que me ajudaram, desde o começo, ou mesmo há pouco tempo, aos que liam os textos assim que eram postados (Obrigado Walber) aos que vão me apoiar num futuro não muito distante (Bora Negresco!), ao pessoal do grupo que sempre contava os babados e (de novo) aos que me ajudaram a dar o primeiro passo, vacilante, e iniciar essa caminhas. Obrigado a todos. O futuro é incerto, onde tudo vai parar? Só Deus sabe, e ainda bem que sabe. Quanto a mim, eu tô fazendo a minha parte, daí para frente, é tudo com Ele.
CONTINUE LENDO ››

1 de abril de 2017


Motivos para mandar nudes

 Primeiro de Abril!



A arte de mandar nudes pipocou nos quatro cantos da internet de uns anos para cá. Não se sabe quem criou a expressão mas uma coisa ficou certa, mandar nudes pegou, virou febre, funk e inclusive caso de justiça e de muitas tretas na internet. E eu vim aqui não para dar motivos para mandar nudes, mas sim para dar um alerta e falar de uma coisa, que parece ser simples, mas que pode de dar serias dores de cabeça. Eu vou ixpor ela!

O fato de compartilhar qualquer imagem de alguém, seja lá qual for e como for, sem a devida autorização da mesma te torna passivo de indeniza-la por danos morais ou matérias pela violação da sua intimidade, vida privada, a honra e a imagem dela. Isso tudo é garantido pela Constituição Federal no Art. 5º. Brincar com as fotos do professor, achadas na rede, pode dar cadeia viu. Chega eu me tremi aqui!

Difamação e Injuria também entram no embalo, descritos respectivamente nos Artigos 139 e 140 do Código Penal, os crimes podem render uma pena de detenção, de três meses a um ano e de um a seis meses, e multa, respectivamente. Imagina só, passar de três meses a um ano detido, no estado atual que está o sistema carcerário brasileiro, por mandar compartilhar nudes! Compartilhar nudes é crime, e é coisa séria!

https://abrilmdemulher.files.wordpress.com/2016/10/memes-para-responder-quem-pede-nudes_25.jpg?quality=90&strip=all&strip=all

Bora seguir?! E no caso de ser uma nuvia, (novinha) como que fica a situação? Só piora! Conforme os Artigos 241, 241-A e 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), praticas como adquirir, possuir, armazenar, vender ou expor à venda,  oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente pode levar a penas de 3 a 8 anos, anos, de reclusão e multa. Portar nudes, pode te levar pra prisão viu. 

O Marco Civil, permite que, perante a ordem judicial, conteúdos indevidos sejam removidos da internet, mas calma que não é bagunça. Para isso você precisa reunir o máximo de provas possíveis do ocorrido, e assim encaminhar-se para a delegacia mais próxima e prestar queixa e assim fazer uma solicitação para a remoção do conteúdo, notificando o servidor extrajudicialmente (sem envolver juiz) sob pena de ação judicial. As provas servem para comprovar o dano perante o juiz, caso necessário. Existem delegacias especializadas nesse tipo de crime, mas Fortaleza não conta com delegacias desse tipo.

https://abrilmdemulher.files.wordpress.com/2016/10/memes-para-responder-quem-pede-nudes_32.jpg?quality=90&strip=all&strip=all

E caso você pense em invadir ou hackear os dispositivos alheio procurando algo que não deve, seja informações, arquivos ou afins, existe uma lei que criminaliza essa pratica. A Lei Nº 12.737/12, também conhecida como "Lei Carolina Dieckmann", criminaliza a invasão de dispositivo de informática alheios para obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização do proprietário.

Ah e ainda que  insistam e persistam para você enviar nudes, não envie! Pense bem nas implicações e problemas que aquilo pode te causar. 

A pagina M de Mulher fez uma coletânea de "Memes para ter na manga quando alguém te pedir nudes" vale a pena conferir.


CONTINUE LENDO ››

POSTS SUGERIDOS