25 de julho de 2016


Longe

Aqui é longe, o sinal de telefone é inexistente. A natureza é a única conexão com o mundo. Os bichos vivem sua selvageria e sua liberdade que vos é dada desde a nascença. Aqui é bom, gosto disso. Redescobrir o Lobo Selvagem que abrigo dentro de mim. Daqui nenhum ruído da cidade se torna audível. Não há sirenes, ônibus, sinais, buzinas ou mesmo musica. Em fim a alforria.

Uma foto publicada por Cristyam Otaviano (@cristyamotaviano) em

Viver com o básico, é a única lei por aqui. A simples mora janela a fora. Nada de excessos ou descontroles, que são vistos toda hora nas esquinas da Capital. Me sinto estranho, e o sou. Um sujeito deslocado do seu local natural. Nem tudo me soa estranho, por sorte televisão faz o ambiente parecer mais adaptável.

Saí de casa em busca de um pouco de paz e de aventuras, a paz aqui eu encontrei. O relógio só mostra a hora, diferente da capital onde esse mesmo é quem dita a hora para a vida acontecer. Se a vida tem uma hora pra acontecer por aqui, essa hora não é dita pelo relógio.

O pouco, ou quase instinto, contato com as pessoas me faz pensar um pouco em mim, uso o tempo para recuperar essa pessoa, presa no sedentarismo intelectual causado por excesso de musica alta e de ausência de tempo livre. Em fim, fazer o que eu gosto, nossa como sentia falta disso. Sentar a mesa, pensar até que o café esfrie e então alimentar o gênio.

Uma foto publicada por Cristyam Otaviano (@cristyamotaviano) em

Sinto-me vivo, só esse fato já me enche de alegria. Os amigos todos ficaram entre mim e a capital, Sara, a pastor alemão, teimosa que nem ela, é a relação mais aparente da amizade que possuo por aqui. As crianças aproveitam para provar da sua mais pura inocência. A estadia é curta, preciso apreciar tudo enquanto posso. 

A lagoa no quintal de casa é convidativa aos olhos, o barulho da água me faz cair na tentação. Corro para me trajar para a diversão gratuita, o primeiro pulo serve pra livrar as energias ruins, os outros, são por pura diversão e apetite voraz por adrenalina.

Uma foto publicada por Cristyam Otaviano (@cristyamotaviano) em

Queria eu esquecer por completo da vida da capital. Não precisar mais de internet, se preocupar com datas, horários ou compromissos. Não precisar dinheiro, de um endereço fixo, aqui cartas não chegam, a final, não existe endereço, não precisar de uma rotina ou mesmo pensar na logística de sair de um lugar e ir pra outro. 

A hora de partir vai chegando, as coisas retornam pros seus lugares no carro lotado. Estar aqui me faz bem, gostaria de ficar mais um pouco. Mas é preciso seguir viagem. A bolsa das aventuras reabastecida está pronta para seguir estrada a frente, em busca do destino maior. A final, a saudade é maior, e eu preciso ver meus parentes.
CONTINUE LENDO ››

19 de julho de 2016


Palco Vida&Arte - Eu Fui!

Numa vida de corre pra cá corre pra acolá, a gente precisa se desligar um pouco do mundo e relaxar um pouco. Eu aproveitei o embalo de que queria ir pro Parque do Cocó, pra relaxar um pouco, e fui para o show do Palco Vida&Arte, promovido pelo pessoal do Vida&Arte do Jornal O Povo. E olhe, quem não foi perdeu.


Lá no evento, que  aconteceu, primeiramente no Sábado (17),  marcaram presença no palco principal a Orquestra Filarmônica do Ceará tocando The Beatles,  sim eles cantaram a musica da Jude. E também contou com a presença do cantor Otto, que pouco vi do show, mas que a levada fez geral balançar. Sem contar que o  cabra  tem todo um jeito cômico no palco.


Além do show em si o evento contou com um festival gastronômico, no parque estavam diversos chefs cearenses, inclusive tinha Acerveja Cearense, uma cerveja artesanal, que pelo que me parecia era feita lá na hora, o evento também contou uma exposição de fotos, muito bacanas por sinal, de alguns leitores do jornal. A festa toda às 15hrs e foi até as 22hrs e teve trilhas guiadas, passeios pelo parque de barco, contação de histórias e tudo foi encerrado com o show do Otto.


E quem pensa que só tinha gente do rock que curte Baetles tá enganado, tinha criança família tradicional brasileira, casais homo afetivos, gente pró Temer, a galera Anti-Temer, tinha um casal de mais idade nos moh amaço lá tbm, tinha catioro grande, catioro pequeno e crianças de todo tipo, desde as mais loucas e endiabradas até a mais calmas que dançavam ao som dos Beatles.



Aff Cris tu foi pro evento contou aqui, fez inveja pra gente. E agora? Nazaré no próximo sábado (23) e no ultimo do mês (30) o evento vai continuar rolando. Mas em locais diferentes da cidade, sendo o  ultimo  dia na Praça Verde do Dragão do Mar, com Projeto Riviera e Tulipa  Ruiz e Marcelo Jeneci no show Dia a Dia Lado a Lado.

Programação do Isso Sim São Férias do dia 30/07
Quem vai? Eu sei que eu vou! Então, corre e começa logo a se preparar para os próximos Sábados, que eu vejo vocês na Praça Verde. BJão
CONTINUE LENDO ››

15 de julho de 2016


XepaUrbana - Eu Fui!

Mermão esse foi um fim de semana daqueles viu. 

Vocês sabem que eu não dispenso um convite pra conhecer um lugar novo, pessoas novas e para experimentar coisas novas. Uau! Nesse Domingo (10) foi dia da XepaUrbana realizada  lá no TruckVille FoodPark (link do Maps) na Washington Soares que rolou nos dias 8, 9 e 10 de Julho, bem longe das Minhas Área confesso, mas valeu a pena o esforço.

Eu pouco conheci os food trucks em si, por conta do fator tempo porque já cheguei bastante tarde no evento, mas ainda assim aproveitei. Lá estavam reunidas varias marcas, da própria região inclusive, algumas novas no mercado como a Atta, marca da Bia, lançada a menos de dois meses e que já é Boca de Confusão e outras já com mais tempo na estrada como a Take a Sh*rt do Ruiter que acabou de lançar uma nova coleção de shorts bacanérrima.

A TruckVille em si é um ambiente muito aconchegante e ótimo pra quem quer experimentar ambientes diferentes, sem contar que o espaço é bem convidativo para reuniões de grupos de amigos, de família e coisas do gênero e as vezes conta até com musica ao vivo. Sem contar vira e mexe lá tem desde o Sushi até a pizza, então a Nazaré não pode mais da a desculpa que tá enjoada de arroz cru ou de frango catupiri.



Voltando ao que interessa. Lá na Xepa pude conhecer várias marcas e uma porrada de gente bacana. A maior parte dos produtos quem pensa, faz e vende é a própria galera, e essa era a intenção da Xepa incentivar a economia local e apioar moda autoral. A final é essa é a intenção de você criar seu próprio negocio né. Dhãr!

Já conhecia a TakeASh*rt, do Ruiter, que faz shorts e camisas, mas o pau que rola são os shorts. Ele bola a arte, corre atrás da confecção das peças e trabalha na divulgação da marca. Que eu já estou ansioso pela coleção nova, que fique claro desde já. Aí a foto com o short que eu comprei lá na Xepa. (Até que fim né Cris)


A Atta, da Bia, que a Tia, toda orgulhosa, fez questão de dizer que é arquiteta quase formada (né tia?!), traz acessórios tanto masculinos e femininos criados, feitos e divulgados pela própria arquiteta. Alguns acessórios são feitos em madeira, mas calma que a matéria prima é reflorestada, é madeira da boa. Segundo a Bia, por ser de madeira os brincos são bem leves e evita que a gata chegue em casa de orelha cansada por conta do brinco pesado.


A Kolon Urban Wear (site da marca), marca do Cleyton, faz camisas com umas estampas iradas. Ele é designer gráfico e é quem bola as estampas. As blusas da marca são cores neutras e dão certo com qualquer guarda roupa, então não tem mais porque sair com Uma bôta, uma saia, a camisa amarrada aqui e o cabelo solto de prancha.

A galera da Budeg Art vende uma porrada de coisa Geek e uns coisas bem diferentes para você presentear alguém que dá moh valor ao Sta Uó, a Hora da Aventura e alguns artigos de Lego, ou mesmo que gosta de um presente bem diferenre. Inclusive minha mãe mesmo já quis fazer a Elza no meu chaveiro.


E por ultimo umas das marcas que eu mais gostei foi a Twoeny. Eles fazem óculos artesanais a partir de madeira reflorestada, e mais bacana ainda, eles dão nomes de praia cearenses pros modelos. Iei. Tem o Cumbuco, o Jeri e o Dunas. É uma marca claramente cearense. Eles usam diferentes madeiras pra dar estilos diferentes aos óculos e garantem o produto todo por um ano.

Uma foto publicada por T W O E N Y (@twoeny) em

Certo Cris, tu foi na Xepa, fez tuas compras e aí!? Vai ter uma próxima? Nazaré vai sim o local e a data ainda não estão confirmados, mas caso eu fique sabendo de algo, conto pra vocês, mas desde já, então vai guardando o dinheiro pra próxima, e se for, já sabe né. Me chama que eu vou.

CONTINUE LENDO ››

12 de julho de 2016


Uber - O que é e Como Funciona.

Quem me acompanha no Snapchat, e meus amigos mais próximos, sabem que é quase certo num sábado a noite eu sair pra algum lugar. É ele não se aquieta. Bem num desses sábados, de muita correria, eu fui desafiado pela logística daquele velho emendar de festas, quando temos uma festa seguida de outra. Nessas horas esperar ônibus e o transito tornam-se seus piores inimigos, acontece que a gata, teve que recorrer ao novo serviço que tem dado o que falar. Sim eu usei o Uber e vim contar para vocês a experiência e explicar como funciona o serviço.




Funcionando em Fortaleza desde o fim dos mês de Abril, o Uber já foi motivo de polemica, confusão, atraque (do verbo: se atracar) entre taxistas e Ubers, e rendeu muitas fofocas por aí. Explicando, resumidamente, o serviço de transporte onde você diz que quer ir até certo ponto e chama um carro, e eis que esse aparece um carro sedan, em bom estado de conservação e segurado, e te leva para onde você quer. Mas Cristyam, o Táxi tá ai pra isso! Dhãr.

De fato Nazaré, mas o diferencial do Uber é o preço, enquanto o preço do quilometro em táxis convencionais chega perto de R$ 5,00 no Uber esse mesmo deslocamento custa ao consumidor apenas R$ 2,38, em horários normais, quase metade do valor. Em épocas de crise, quem vai gastar quando pode chamar um Uber? Psiu fica até o fim do texto que eu te mostro como ganhar R$ 20,00 de desconto na primeira viagem.

O serviço funciona a partir de um aplicativo de celular, disponível para Android e iOs. Ao baixar a aplicação o usuário deve logar na sua conta, ou criar uma conta. Basta apenas nome sobrenome, telefone e Email. Só isso Cristyam? Antes fazia-se necessário o cadastramento de um cartão de credito para concluir o cadastro. Aff Cris, só posso usar se tiver cartão? Felizmente isso mudou desde Segunda (11), quando serviço passou a aceitar dinheiro em espécie. Mas gente, um bom motivo para dizer "sim" quando lhe perguntarem "Aceita fazer cartão C&A jovem?" e fazer uma vendedora feliz.

Feito o cadastro bonitinho, você já pode usar o serviço. Acho que isso sai mais rápido que um miojo. A interface é bem simples, você coloca o alfinete onde você está, ou onde estará quando o carro chegar, O mapa mostra os carros próximos.



Em seguida você escolhe seu destino. Colocando o endereço de forma bem precisa, o que as vezes complica confesso, porque quem sabe o nome da Rua que passa do lado do Beco da Poeira? Acho que nem o taxista né querido. Bem, colocado o destino, o aplicativo pode te mostrar a estimativa de preço para aquele lugar, claro, considerando aquela hora e o transito. Podendo variar o mesmo percurso em outros horários. Com isso você chama o carro e o app vai te fazer esperar um pouco ou muito, dependendo da disponibilidade de carros e do local onde você esta. Achando o carro ele te mostra quem vai ser seu motorista e a media de avaliação dele.


Alguns lugares e horários pode demorar um bocado, já tentei usar o serviço uma vez nas proximidades de festas e acabou que foi frustrada a tentativa, por que não havia carros disponíveis e quando aparecia o tempo de espera era além do que podia naquele momento. Nem sempre o serviço será um mar de rosas Mana. As vezes o sistema vai te deixar com a bunda quadrada de esperar e além de fazer isso pode não achar um carro disponível para você, mas isso acontece em locais de grande demanda ou em horários de pouco movimento.


Chamado o motorista o app vai te mostrando onde o carro dele esta e em quanto tempo ele estará aí onde você está, mostrando desde já o modelo do carro, e quando ele se aproxima o app diz a placa do veiculo. Assim ficando mais fácil de identifica-lo.

Ao embarcar, o motorista oferece o famigerado serviço de bordo, água e bombons, podendo variar de motorista para motorista. Conversando com o motorista que me atendeu ele disse que dificilmente fica sozinho no carro, e enquanto a gente fazia a corrida pelas ruas da cidade, o sistema já dava uma corrida perto de onde ele ia me desembarcar, otimizando ainda mais o serviço.

Certo Cristyam e o pagamento como fica? Bem, o motorista vai encerrar a corrida e com isso o serviço vai lançar o pagamento no seu cartão de credito, ou você vai paga-lo em dinheiro, e além disso te enviam um email com informações da corrida ainda podendo você navegar na interface do app e rever seu histórico de corridas.


Mas Cristyam, eu pedi o lugar X, mas aconteceu um imprevisto e eu preciso terminar a corrida antes. Posso fazer isso? Sim pode Nazaré, o aplicativo é bastante flexível nesse ponto, conversando com o motorista da corrida, ele falou que podemos encerrar a corrida antes do destino final, esse processo quem faz é o motorista, e o aplicativo recalcula o preço da corrida e efetua o pagamento. Cris e se eu quiser passar no Drive Tru do McDonalds pra comer aquele Famigerado BigMac eu posso? Pode também, tanto isso como parar em algum lugar para sacar dinheiro, pegar alguma encomenda, desviar-se da rota para deixar um amigo.

Além disso o serviço conta com uma funcionalidade pras Pêssega - lesadas - de plantão que esquecem tudo por onde andam, você pode acionar o motorista de uma determinada corrida e avisar que esqueceu algum objeto no carro, e assim tentar recupera-lo. Sem contar que o sistema exige que todos carros sejam segurados garantindo a segurança do passageiro para eventuais acidentes.

Após a corrida, o serviço pede para você avaliar o motorista e abre espaço para você tecer algum comentário a cerca dele. Isso é importante uma vez que é assim que o serviço pode estar trabalhando para melhorar o desempenho de motoristas e o conforto do usuário em si.

Certo Cris eu li o texto todo e não ganhei meu desconto. Cadê?! Calma Mirian. Bem, após fazer o cadastro o usuário vai na aba "Promoções" e coloca o código promocional do ViVendo, que é:  uberecrisdovendo ou acessa o link e se cadastra pra ganha o desconto. Lembrando que para ganhar desconto é necessário cadastrar o código tá.

Lembrando que é recomendado que não fiquem ou peça um Uber próximo a pontos com um grande numero de taxistas, uma vez que isso pode ocasionar eventuais atraques e quebração de louça na rua né. No mais, obg por ler e tenham todos uma ótima viagem.
CONTINUE LENDO ››

POSTS SUGERIDOS