10 de junho de 2017


Carta de um amor atrasado

O amor chega fora de hora, mas é o tempo exato para ele ficar.

Só agora as coisas passaram a ser relevantes para nós dois. Porque o amor chegou, e que bom que chegou. Você veio sem avisar, surgiu alguma coisa que você trouxe no bolso da bermuda. Foi o que faltava para completar nosso amor.


Nosso amor se esqueceu de acontecer, e por isso só veio agora. Ele veio, mas chegou bagunçado, bagunçando as coisas que estavam em ordem por aqui, trouxe a mais bela desordem para o que já estava premeditado, deu um novo rumo as coisas, que caminhavam por aqui.

Toda espera, se põe fim no toque verdadeiro, no passar dos dedos nos teu cabelo, no beijo que há tanto tempo imaginado, se desfez no tempo que se passou.  Você está aqui, e hoje sou feliz por isso.  O amor aconteceu, e o coração fez uma festa aqui no peito.


Vem que a eternidade não espera e isso precisa ser eterno enquanto durar. O meu viver não foi feito de acasos. E você não foi um deles. Lembro do frio na barriga que senti em ir ao teu encontro naquela noite de feriado, pensando em detalhes aos quais nunca tinha dado a menor importância antes. Respira fundo que a gente vai subir rápido, e as coisas vão parecer confusas.

Perdemos tempo sim, mas ainda temos muito que viver, haverão dias de sol como esses. Talvez a gente fuja por aí, em busca de algo maior. Mas a grandeza do mundo pode se encolher frente ao que isso pode se tornar. Quem sabe um dia teu querer seja me querer. Só o tempo vai dizer, e eu posso esperar.


Não tira tua mão de mim. Encosta. Até enquanto durar, sou teu, tu és meu e somos um. A distancia vai nos separar, você não vai ouvir o grito saindo do meu peito daí. Eu ficarei aqui, contando os dias para te ver novamente e ainda que seja fora de hora eu não ligo afinal, não importa se o amor chega fora de hora, se chega sem avisar, só interessa que ele venha para ficar. E que não tenha pressa de partir.

POSTS SUGERIDOS