Segunda pessoa

Por Cristyam Otaviano - setembro 14, 2019

O amor estava sendo distribuído nas ruas, mas ninguém quis. Os tempos enlouqueceram, o caos reina lá fora. Aqui é somente solidão. O homem aterrissou com sucesso em Marte. Quem sabe lá exista companhia.

Estamos atentos. Um sinal, um olhar, uma mensagem. Algo que não nos deixe aqui só, a solidão é nossa pior companhia, olhamos o céu e vemos estrelas, elas se cansaram e foram buscar seu lugar no universo. A solidão é o mal da galáxia.

Homens choram antes de dormir. Os deuses amam enquanto isso. A vida lá fora é desconhecida e talvez nem exista. Mas avisamos, estamos em paz. Aqui é diferente. Esperamos parados a chance de poder voltar para casa.




Estamos em espírito de oração, a procura de alguém. Num bar, um olhar, num toque, chegará, vencedor, merecedor de tudo o que temos, que nos ame em verdade. Quando ele vira? Há respostas que nem o tempo tem.

Já outras estarão num livro qualquer, ele dirá tudo que precisas ouvir. Ninguém sabe a história das coisas, mas la tudo estará dito. Será explicado, o desconhecido ganhará então um criador. Escravizados, os homens espalham verdades inventadas em tempos que virara pó. O que diz o livro sobre o amor?

Sem menos esperar as coisas acontecem. Dentro dos homens existem vazios desconhecidos. Enquanto isso dançamos uma música qualquer. O baile segue. Movidos por um desconhecido seguimos a música do fim dos tempos, há muito anunciado.

Somos olhares a procura de um alguém que nos faça esquecer dos vazios em nós. Não se sabe ser feliz só. O amor é a religião dos deuses, o credo dos homens é a paixão. Em cada um de nós há vazios que assustam, vozes que enlouquecem e no meio disso, o silêncio de ecos ensurdecedores.

Aceitamos de tudo, menos a solidão, não sabemos ser nossa própria companhia. Vivemos procurando, acabar um vazio de si. Uma solidão que vem de dentro, está em nós. Olhamos para o céu e esperamos uma resposta. Choramos pelos cantos, de olhos para fora, vivemos em segunda pessoa. Sem saber que a solidão, é falta de ser, ser por um, ser em si, de ser "eu".

  • Compartilhe:

Leia Também

0 comentários