Em pensamento

Por Cristyam Otaviano - novembro 30, 2018

Não sou amador, sou amante.  

Existem amores que nunca vivi, mas sou livre e falo deles. É uma verdade que prego por aí, amei, talvez tenha sido um erro, amar pode ser errado e torto. Amei sem presença, sem voz, toque. Amei numa intuição, puro instinto, amei errado, mas antes de todo erro, amei.

Sou livre e eu afirmo que existiu, amei, foi amor. Serão verdades pelo tempo que resistirem. Sem localização qualquer, amei num desconhecido de um lugar que se ainda foi descoberto pelos homens. Existem amores que são secretos, são verdades incompreensíveis, lugares vãos. Olhe dentro de mim e verás onde tudo se esconde, sou eu.

Quero morrer por amor, de amor, sou amante. Não nasci para amadores. Sou teu, eu.

Numa dessas noites eu sai por aí, pensei em você e quando vi estávamos aqui. Eramos um só, e você só tinha a mim. Escondido num canto qualquer, fui teu tudo, me olhou nos olhos e me pediu para ficar pelo tempo que fosse.

Há segredos que jamais saberá, quando me decifrar já não serei mais eu. Sou a atualidade de um tempo onde o amor ainda não aconteceu. Eu amo em silêncio. Amo por mim, amo em mim, por um, em um, amo eu. Sustentável. Natural.



Existem versões de mim que vagam por aí, em umas sou mais amor mas, todas são sobre mim. Quem sabe me conhecerá em verdade. Sou a profundida do desconhecido, há vazios em mim que ainda não ocupei, e não ouso ser completo. Sou oco, mas sou amor. De cima os homens não parecem nada.

Sou repetido, amo todo errado. Sou torto, mas de pé sou quase endireitado. Um processo ocorre dentro de mim, sou atualizado a cada noite, mas meu corpo é dado, não é obra feita. Existem mistérios que poucos desvendam, serei testemunha de uma verdade que nem o tempo irá provar.


Deixa eu te provar pouco a pouco, nem saberás, em silêncio vou te declarar de todas as formas possíveis. Meu amar é inconfigurado, meu querer atemporal. Seja firme e vá até o fim. Eu sou teu limite e você vive em mim.

Sinto muito, pouco eu não sinto, amo em erro. Erro amando e não me endireito. Faço e refaço como quero. Seja onde for posso te provar. Te testo em mim, na tentativa de te esquecer, não sai. É perigoso, ilegal, paredes caem, mas eu te amo em silêncio, amo em oração. Morrerei pelas verdades que acredito, mas que nunca vivi.

Tudo isso porque te amo em pensamento.

  • Compartilhe:

Leia Também

0 comentários