21 de abril de 2014


O bibliotecário amigo.

Sinceramente, eu não sei por onde começar esse texto.
Quem nunca foi na biblioteca da escola atrás de um livro e ele estava alugado? Pois é, isso aconteceu comigo um tempo atrás. E nisso ficava indo na biblioteca todos os dias, duas vezes, durante os intervalos. E nessas idas e vindas, fiz amizade com os bibliotecários de lá. Uma amizade ainda não tão evoluída, laços não muito estreitos, mas não deixa de ser uma amizade.

Minha serie só pode alugar livros as sextas, o que realmente uma pena. E na maioria das vezes nas vésperas das sextas eu vou à biblioteca pra procurar um bom titulo para passar o fim de semana saboreando. E em uma dessa sextas da vida eu tive que faltar por motivos de força maior (um vídeo do meu canal do YouTube) e não pude alugar o livro que eu queria. Algumas vezes eu alugo o livro por mera curtição, pra ler quando tiver um tempo livrem, e outras vezes estamos querendo nos informar sobre algo, querendo entender alguma coisa e precisamos realmente alugar um livro. 

E foi na quarta feira, quando eu fui à biblioteca escolher, prematuramente, o titulo da vez, que eu me dei conta que a sexta seria um feriado. Eu estava com uma amiga minha na biblioteca e ela queria levar um livro, só que era uma quarta, sem contar do fato de a gente presenciar duas garotas que chegaram e perguntaram se poderiam levar livros e receberem um "não" dos bibliotecários. 

Minha amiga achou um livro pra curtir e eu, eu precisava levar o livro pois teria tempo no final de semana para lê-lo e ficar por dentro do assunto, resolvi que iria convencer o bibliotecário a deixar, eu e minha amiga, levar os livros, ele disse que sim, mas com uma condição, que eu contasse para as pessoas que nos visse carregando o livro que era apenas uma renovação do aluguel. E adivinhem o que aconteceu? Assim que nos chegamos à sala um amigo perguntou: "E hoje é dia de alugar livro?" respondemos falsamente "É renovação". 

De muitos "melhores amigos" que temos, creio que muitos levariam anos de amizade para, quem sabe, superar aquele seu amigo bibliotecário. 


POSTS SUGERIDOS