2 de março de 2017


Virei um pirangueiro

Se precisar, eu conto mil vezes essa historia
Aproveitando o embalo do carnaval. Era final de outubro, época do Halloween. O pessoal tinha combinado ir para uma festa a fantasia, e como eu moro longe das coisas boas dessa cidade, eu precisava pensar na questão da logística, de onde a bolsa ia ficar, porque eu não sei andar sem bolsa, onde ia dormir, como fazer pra chegar a tempo esse tipo de coisa.

Contanto um pequeno detalhe é que eu tinha aula, e não podia perder, aluno assíduo, limite de falta mesmo. E pra isso precisava decidir onde deixar a minha criança, a bolsa, não rola né ir pra balada de bolsa. Pensei de sair de casa mais cedo, deixar minha bolsa na casa do meu amigo, voltar pra faculdade, ver aula e de lá seguir pra festa. Sente aí o drama do vai e vem.

Vai dar bom 
Outro problema é que estamos falando de Fortaleza, uma cidade relativamente perigosa, e eu precisaria caminhar sete quarteirões da parada do ônibus até a casa do meu amigo, isso três horas da tarde. Ir arrumado é pedir pra ser assaltado, eu pensei em que?! Vou me vestir de pirangueiro, assim não me assaltem mas fujam de mim. E o mais incrível foi que eu consegui, usando meu guarda roupa. Uma camisa longa, bermuda da cyclone e um boné vermelho. Formou!

O look do dia
Pirangueiro é uma palavra que se usa aqui na região de Fortaleza pra falar de malandro ou ladrão, em alguns casos.
No caminho da casa do meu amigo um homem falava no telefone próximo a uma clinica e logo que me viu tratou de caminhar pra porta do estabelecimento temendo um mal maior. Percebi como as pessoas me olhavam de forma estranha na rua, no shopping e no ônibus. Notei que havia certo medo na fisionomia delas só de me ver. É impressionante como, o fato da roupa que você veste define como as pessoas pensam e conceituam você, isso foi nítido.

O disfarce funcionou hahahah
Realmente, eu quis me passar por um pirangueiro e consegui. Aquilo tudo me fez cogitar usar a combinação como fantasia na festa, mas não rolou. Bem, apesar do preconceito eu levei tudo na esportiva e me divertir com isso tudo, vendo as pessoas com medo quando eu não era nenhuma ameaça para elas. E o aprendizado o dia foi que, em terra de sapo, de cócoras com ele.

POSTS SUGERIDOS