17 de julho de 2017


Você sabe como funciona o tratamento de água?

Bebeu água!? Tá com sede? Olha, olha, olha, olha a água mineral!
Ingrediente de primeira necessidade a água está presente a toda hora nas mais diversas atividades que façamos, Mas de onde ela vem? Como é tratada? Onde ele é tratada? Como chega até nossas casas? Bem isso tudo poucas pessoas se perguntam, e pouco imaginam a logística e os processos envolvidos e da grandeza da coisa toda, que parece ser bem simples né. Pois desce daí Alice porque o buraco é bem mais embaixo, e tendo em vista grandeza disso tudo se prepara Nazaré porque o texto vai ficar grande, mas vale a pena, é uma chibatada de conhecimento.

Filtros ascendentes da ETA

No geral o tratamento de água é bem semelhante nas varias estações da nossa região, mas vou focar no tratamento realizado pela nossa Companhia de Água e Esgoto, a Cagece. Tudo isso que vou contar mais pra frente, aprendi em uma visita a Estação de Tratamento de Água OESTE ETA OESTE, que fica ali no Anel Viário próximo a BR-020 praticamente no quintal da minha casa e também a Estação de Tratamento de Esgoto e Reuso Guadalajara - ETER Guadalajara. Todos em Caucaia City.
 
O tratamento pode ser resumindo em etapas principais são elas respectivamente:
  • Captação
  • Floculação
  • Filtragem
  • Cloraçao/ Desimfecção
  • Distribuição
Equipamentos que medem os parâmetros da ETA.

Captação

Bem, como vivemos numa região semi árida e carecemos de rios, naturalmente, perenes, aqueles que tem um fluxo continuo ao longo do ano, nossa água é proveniente de barramentos, os famosos açudes. Ela percorre mais de 240km desde o açude Castanhão até o açude Gavião onde é tratada e assim distribuída para Fortaleza e boa parte da região metropolitana. Nesse ponto a água é chamada de Água Bruta.

Mapa mostra o caminho percorrido pela água até chegar perto de nós.

Floculação

A água bruta ela é cheia de impurezas e sólidos em suspensão, que são partículas grandes, que deixam a água com aquele aspecto de suja. Essa etapa do tratamento tem como objetivo diminuir a carga de matéria orgânica e reunir essas sujeirinhas, esse processo se dá através da formação de flocos, por agentes químicos, daí  o nome  Floculaçao.

Tanque de mistura rapida da ETA, onde ocorre a floculação
A água sai do reservatório e segue para a estação, onde instrumentos medem a vazão a turbidez, o grau de partículas suspensas sujeira e junto a outros, calculam quanto do agente de floculação é adicionado a aquela água que entra na estação.

Cristyam, o que é esse agente de floculação? Os mais comuns são Al2(SO4)3 Sulfeto de Alumínio, que não é usado no nosso caso, pois costuma ser usado em tratamentos mais brandos de agua, e o Policloreto de Alumínio (PAC), que é o usado na ETA OESTE, é o mais usado nos tratamentos da Companhia. Bem esse agente de floculação serve para reunir essas sujeiras da água, de forma a formar flocos, facilitando assim a retiradas deles pelos filtros, que vem logo em seguida.

Filtração

Lembra daqueles filtros que fazíamos na primeira série na disciplina de Ciências, para separar água e areia? O conceito é bem parecido, mas os filtros diferem totalmente. Na ETA contamos  com dois tipos de filtro basicamente, são eles o filtro ascendente e o descendente.

Filtro descendente
A água floculada passa inicialmente pelo filtro ascendente, onde a agua vai da parte debaixo para a parte de cima do filtro. Esse processo é permitido graças a diferença de altura dos tanques. Basta imaginar essas etapas em uma espécie de escada, onde no topo esta a Flocuação e na base da escada está a parte da Cloração.

Esse primeiro filtro tem um tamanho de 1,60m, ele retira os flocos que são partículas maiores, a água é derrama no filtro descendente, que trata de fazer uma espécie de polimento da agua. Retirar flocos finamente divididos que ainda estejam na agua, deixar a agua com aquele aspecto de limpa, como chega na nossa casa.

Representação dos filtros na ETA piloto
Esses filtros são limpos a cada vinte quatro horas e essa água de lavagem deles, é tratada e retorna para estação para ser reciclada e então distribuída, o lodo é secado e enviado ao aterro sanitário. Diferente ocorre na ETA Gavião, que abastece maior parte de fortaleza, onde 5% da produção, que é destinada a lavagem dos filtros, é desperdiçada.

Estação de Tratamento de Residuo Gerado da ETA

Desinfecção

Digamos que a água esteja quase limpa nessa etapa. Livre de partículas suspensas, essa água ainda contem microrganismos que possam - e são - prejudiciais a saúde das pessoas, e por isso faz-se a necessidade de desinfectar a água. Esse processo se dá usando Cloro, isso mesmo, aquele mesmo cloro que se usa na piscina é usado na água para deixa-la livre de qualquer serzinho que possa fazer mal a "nozes". A água recebe o agente, na forma de cloro gasoso, e entra em um tanque de contato, onde chicanas, espécie de paredes, favorecem um contato mais intimo do cloro com a agua e promovem uma melhor mistura desse agente com o fluido. Isso tudo para garantir que todos micróbios como diz a nossa mãe sejam eliminados.

O cloro é volátil a temperatura e luz, sendo em alguns pontos necessária
a recloração da água

Além do cloro, também é adicionado a água o Flúor, na forma de Ácido Fluorssilícico, Fluoreto de Cálcio, Fluorssilicato de Sódio e outros, que são fontes de fluir para nosso organismo, a quantidade do elemento é controlada pela Portaria 518 do Ministério da Saúde. E ainda monitorada pelo controle de qualidade da companhia. 

Tanques de Fluorsilicato, Hidróxido de Sódio e Sulfato de alumínio da ETA
 
Distribuição

Água, limpa, polida, desinfectada agora chega a hora de distribui-la. Nessa etapa quatro bombas trabalham em conjunto para enviar 0,7 metros cúbicos de agua por seguindo para milhares de residência da região. Em um recente contrato com a Coelce e a Cagece compactuou de desligar duas dessas bombas no horário onde o consumo de energia é maior, no caso, no fim da tarde e começo da noite, onde apenas duas bombas permanecem funcionando, sendo religadas por volta das oito da noite.

Camara de contato da estação, ao fundo bombas de distrubiução
Só enquanto você lia este paragrafo acima, 7 metros cúbicos de agua foram distribuídos, no caso 7.000 litros de agua tratada em somente 10 segundos. Essa quantidade de agua, supriria sua necessidade biológica deste fluido, considerando que bebamos 5 litros por dia o que para alguns pode ser absurdo por 1.400 dias, no caso 3,6 anos. A ETA Oeste abastece Caucaia e bairros da zona Oeste de Fortaleza como Conj. Ceará, Henrique Jorge, Pici e afins.

Certo, você leu o texto todo e talvez tenha se perguntado. "Cristyam o que eles fazem quando o cloro da estação acaba?" aí que tá, lá na estação eles não compram o cloro, eles o produzem na própria estação, uma vez que o processo de tratamento e continuo e precisa ser mantido, faz-se necessário garantir que o cloro não falte para abastecer o tratamento. Ele vem de uma fabrica na espécie de cloro liquido em toneis, que vira gás e é misturado a agua na forma de hipoclorito.

Tanques de gás cloro que abastecem a estação
"Sim Cristyam, e como é garantido que a água não sai suja da estação?" a cada duas horas, faça chuva ou sol, os técnicos na estação tratam de coletar a agua e fazer os devidos ensaios, testes, para saber se a agua esta dentro dos parâmetros exigidos nas leis e portarias. Analises diárias tambem são feitas no laboratório central da Cagece, que analisa todo esgoto e agua de estações do nosso estado.

Crédito imagens: Autor

POSTS SUGERIDOS