29 de novembro de 2016


Escotismo - Um pouco sobre esse universo

Porque novembro é o mês onde as coisas acontecem.
Estava lá eu passeando pelo shopping quando me deparo com uma exposição sobre escotismo chamada "Descubra o Universo Escoteiro" e mostrando as coisas dessa atividade, que eu super admiro e tenho muita vontade de conhecer e aprender, não pensei duas vezes né, e foi no meio da conversa que eu resolvi vim aqui falar pra vocês como é um pouco desse universo. E  gente é incrível.

A flor de lis, acima representa o escotismo.
A esquerda o cruzeiro do sul
Rostos nas cores da bandeira ao centro
Bem, quem me explicou tudo sobre a exposição foi o Abimael (24), que faz parte do 5º CE Grupo Escoteiro do AR Pinto Martins, e é escoteiro desde os 6 anos de idade, desde 1998, quando eu nascia. E atualmente ele é Assistente do Ramo Lobinho, como chamam as crianças que fazem parte da atividade além de Coordenador da Rede de Jovens Líderes Ceará. É o fraco.

Abimael e eu
O escotismo surgiu nos EUA (Inglaterra correção) em 1907 criado por Robert Baden Powel, com a intenção de criar um movimento de jovens para jovens, especificamente filhos de militares. O movimento inicialmente reuniu 20 rapazes e fez tanto sucesso que hoje é considerado uma fraternidade que une o mundo. Em 1910 o movimento do escotismo chegava em terras brasileiras, comemorando em 2010 o centenário dessa atividade no pais.

Robert Baden Powel ao centro
O escotismo segue alguns moldes militares, quanto a questão de fardamento, civismo e afins, mas apesar de muitos pensarem essa atividade e feita por civis, mas claro sofre certa influencia de forcas armadas, mas nada que no seja algo nos padrões treinamento de exercito marinha ou aeronáutica.

Além das técnicas de sobrevivência o escotismo trabalha o lado moral dos seus participantes, conversando entendi que dentro do grupo existem Leis, uma delas com 10 artigos, que regem o comportamento e a conduta do escoteiro, sem contar nas condutas de disciplina e moral aprendidas desde cedo.

Quem assistiu ao filme Up Altas Aventuras viu que o Rusell buscava um distintivo por ajudar um idoso, e no escotismo e assim mesmo, existem diversos distintivos para as mais diversas atividades, seja ela a temática do ano ou uma especialidade na qual o escoteiro tenha habilidade. E são muitos viu.

Uniforme do 5º Grupo com alguns distintivos
O Abimael me explicou que na questão da sobrevivência, nas atividades, é aprendido muita coisa, muita. Desde os nós, ate mesmo a sobrevivência mais aborígene que se possa imaginar. La os escoteiros sao instruídos desde a organização da bolsa e dos materiais, o que é ou nao necessário, ate questões de primeiros socorros, curativos com ataduras ou improvisados, aprendendo a cozinhar, montar barraca, fazer uma barraca, procurar comida, fazer fogo sem fogo, sim da pra fazer mas custa tempo, e eu sou louco por essas coisas de sobrevivência.

Em primeiro plano algumas estruturas em palitos
Em segundo os diversos nós desenvolvidos
Eles realizam acampamentos e atividades diversas, trilhas, noções de localização e como falei de sobrevivência, ate congressos nacionais. Inclusive ele me explicou que já chegou a usar uma dessas técnicas de primeiros socorros aprendidas, em um acidente, no trabalho dele. Tudo por conta do escotismo.

Cris e tem idade limite? Olha, limite creio que não deva ter, mas no grupo eles recebem crianças a partir de 6 anos e meio , já alfabetizadas. E entre 6 e meio e 21 anos os escoteiros se classificam como juvenis e a partir disso são adultos voluntários.

Abimael, eu, Guilherme e Ana Luiza
Além da questão de sobrevivência, disciplina, moral e ética o grupo também trabalha a questão social, são realizadas diversas atividades envolvendo questões ambientais como a educação ambientas de comunidades carentes envolvendo o descarte de resíduos, ou mesmo a adoção de copos por escoteiros em trabalhos, escola e afins ate outras envolvendo o combate ao trabalho infantil ou da obesidade. Isso tudo é apresentado na amostra de projetos, no Congresso Anual (que tem todo ano dhâr) que acontece em cidades diferentes todos anos.

Alguns lenços expostos numa mesa de bambu estilo a usada nos acampamentos
PS: Mesa meramente ilustrativa
Os grupos de escotismo recebem classificações, bronze, prata ou ouro, de acordo com avaliações do grupo com os padrões do escotismo. Isso e classificado comparando o grupo ao grupo, o que incentiva o espírito de equipe dos integrantes. Sem contar dos premios que os grupos concorrem e ganham.

Uniforme do 5º Grupo
O fardamento, pelo menos do grupo, se assemelha ao da aeronáutica, inclusive o Abimael me falou que muita gente tem problema com o uso dele, o que pra mim, que sempre estudei em escola militar, não e problema. Inclusive ate achei bem bonito. Quanto a questão do lenço, sim! Todos eles usam, e cada grupo tem seu próprio lenço, e eles contam toda historia do grupo.

Quanto ao tempo, me explicaram que não há tempo X para você tornar-se um escoteiro nato, você esta em constante aprendizagem, não é a toa que o Abimael e escoteiro a mais de 18 anos, mas o período de transição do escotismo e 3 anos, o que ele considera pouco para aprender sobre o universo do escotismo.

Alguns dos lenços de grupos escoteiros
O escotismo é uma escola para a vida segundo o Abimael, uma troca e uma constante aprendizagem, eles estão em constante movimento, sempre aprendendo e aumentando cada vez mais a bagagem de vida. Trabalha a superação e a autonomia do escoteiro, sem contar nas questões comportamentais que as atividades trabalham.

Certo Cris eu quero ser escoteiro como eu faço? O 5º grupo se reúne no 23 BC todos sábados das 14 às 17hrs, mas existem grupos na cidade que se reúnem aos domingos, ao todos são 14 Grupos em Fortaleza. O grupo cobra uma mensalidade de R$ 44,00 e todos escoteiros precisam fazer registrado anual para participar de todas atividades, a taxa é de R$ 90 e incluem a carteirinha e um seguro, então independente da atividade exercida o escoteiro será segurado caso aconteça alguma coisa. O que pode deixar muitos pais e responsáveis mais tranquilos quanto as atividades e a segurança de filhos e afins. Além das taxas de atividades, que só são pagas quando necessárias, para custear transporte e materiais.

Pra quem tem aquele menino em casa que não para quieto (danado que só a peste) e sempre quer está aprendendo o escotismo é uma ótima atividade de lazer e de aprendizagem para o lobinho, criança. Sem contar que ajuda a criança a ter autonomia é um investimento para toda a vida.

POSTS SUGERIDOS